Federação das Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas do Estado de Santa Catarina

Hospitais de Alta Complexidade em Cardiovascular, Endovascular e Neurovascular são reunidos pelas entidades AHESC-FEHOSC para tratar da Política Hospitalar Catarinense

Nesta sexta-feira, 25 de fevereiro, ocorreu a terceira videoconferência do Grupo de Trabalho da Política Hospitalar Catarinense (GT-PHC) das entidades AHESC-FEHOSC, dessa vez com hospitais de Alta Complexidade em Cardiovascular, Endovascular e Neuroendovascular, de portes IV, V e VI. A presidente da FEHOSC, Ir. Neusa L. Luiz, participou da reunião representando também o presidente da AHESC, Altamiro Bittencourt, que esteve ausente por motivo de doença.

O assessor jurídico das entidades e coordenador do GT-PHC, Dr. Paulo Henrique Góes, mediou a reunião com a participação dos hospitais de Xanxerê, Lages, Mafra, Blumenau, Itajaí, Criciúma e Tubarão. Essa é a última reunião dos blocos divididos por especialidades, que tem como objetivo alinhar as dificuldades comuns dos hospitais para futuras providências junto a Secretaria de Estado da Saúde (SES).

A presidente Ir. Neusa L. Luiz abriu a reunião destacando os resultados obtidos através das discussões técnicas do Grupo de Trabalho (GT-PHC). “Tivemos avanços e certos retrocessos, mas estamos construindo a caminhada. Através desse Grupo de Trabalho muitas reflexões foram feitas, e conseguimos avançar com a inclusão de hospitais de pequeno porte na PHC e com a criação de grupos por temática. Para avançarmos e contestarmos aquilo que não concordamos é necessária a presença e participação de todos, pois com essa união ganhamos em clareza, conhecimento e unidade”, enaltece.

Na oportunidade, os gestores citaram pontos de discordância da nova Política, pelas quais vão de encontro com as demandas de especialidades já discutidas. Dentre as quais destacam-se a judicialização de medicamentos e Órteses, Próteses e Materiais Especiais – OPME; o aumento do preço de insumos e procedimentos, e o Mutirão de Cirurgias Eletivas. Mudanças que, segundo o setor, são insustentáveis e que podem comprometer todo o sistema de Saúde.

Torne-se um associado da FEHOSC

Você também pode ser um associado da Federação e usufruir das muitas vantagens e benefícios em assessoria e atuação técnica