Federação das Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas do Estado de Santa Catarina

Presidentes da AHESC-FEHOSC se reúnem com Secretário Adjunto da Saúde para tratar de demandas dos hospitais e clínicas renais

Os presidentes da AHESC-FEHOSC, Maurício Souto Maior e Ir. Neusa L. Luiz, juntamente com diretores da AHESC, se reuniram com o Secretário Adjunto da Saúde, Alexandre Lecina Fagundes e sua equipe técnica, na última quinta, 09 de junho, para tratar da falta de medicamentos, do transporte inter-hospitalar, da Política Hospitalar Catarinense (PHC), e dos pagamentos dos leitos de UTI Covid-19.

Também participaram do encontro, o Vice-presidente da AHESC, Marcelo Pasolini; o Diretor-Secretário Geral, Alciomar Antônio Marin; o Diretor-Tesoureiro, Éder Alexandre Gonçalves; o Diretor Executivo AHESC-FEHOSC, Leonardo Augusto Fretta José, e a gerente de Articulação das Redes de Atenção à Saúde da SES, Hanna Karine Jacques.

Dentre as principais questões levantadas, esteve a preocupação das entidades hospitalares e clínicas renais quanto a falta de soro fisiológico e de medicamentos, que tem prejudicado os atendimentos em todo o Estado. As entidades irão trabalhar junto à Anvisa, Ministério da Saúde e Ministério Público Federal para solucionar essa questão considerada de extrema urgência.

Outra questão importante tratada foi a deliberação CIB 279/CIB/2021, que trata da obrigatoriedade do serviço de transporte inter-hospitalar por parte dos hospitais. Os representantes expuseram as problemáticas trazidas pela decisão, defendendo que não compete aos hospitais realizar esse tipo de transporte. Mediante a explanação, a equipe técnica da Secretaria de Estado da Saúde se comprometeu em revisar o texto da deliberação CIB e enviar uma resposta nos próximos dias.

Outro ponto debatido foi em relação aos convênios dos hospitais de gestão plena (municipal) que enfrentam problemas quanto ao recebimento da Política Hospitalar Catarinense (PHC) do mês de janeiro, fevereiro e março.

Por fim, a pauta tratou dos pagamentos de leitos de UTI Covid-19 no valor integral nos meses de janeiro, fevereiro, e também março por produção, mediante a Medida Provisória (MP) 253/2022, que prevê o ressarcimento das diárias de leitos de UTI disponibilizados ao atendimento de pacientes com suspeita ou diagnóstico confirmado de Covid-19. Em resposta, o Secretário Adjunto informou que os empenhos foram feitos, e que as entidades hospitalares já estão sendo notificadas quanto à emissão de nota para recebimento.

Torne-se um associado da FEHOSC

Você também pode ser um associado da Federação e usufruir das muitas vantagens e benefícios em assessoria e atuação técnica